julho 30, 2013

Quanto?



Quantas folhas tem o velho salgueiro, da casa dos teus pais?
Quantos grãos de areia ficam molhados depois da onda se espraiar?
Quantos fios do teu cabelo são agora brancos?
Quantas palavras desprovidas de significado, são ditas por dia?
Num ano...
Quantos livros há por escrever?
Quantas pedras revolve o nosso rio ao respirar?
Quantos poros tem a minha pele?
Quantas luas são testemunhas
de quantas promessas deixadas por cumprir?
Quantos pensamentos doces têm um único nome?

É igual quando me perguntas,
quanto é o meu amor por ti - Imenso...


IdoMind
about romance...

2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

IdoMind disse...

Olá António

Fiquei tão feliz. Com as suas palavras gentis e com a sua visita :)

Vou sim retribuir e visitá-lo n' O peregrino e servo.

Até já.

um beijinho

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...