abril 16, 2009

Para ti, Jardineira Incansável do Meu Jardim



Era tudo tão diferente.
Nessa altura ainda não te via.
A profundeza dos teus olhos ainda não me prendia,
o fogo que dança em ti ainda não me encantava,
nem a tua inquietude contagiante me alimentava.
Ali estava eu, tão ausente…


Tudo era mesmo diferente.
Também ainda não te conseguia ouvir.
Que linguagem estranha era aquela do sentir?
As mãos pedintes, assim esticadas, procurando-me.
Os gritos sempre incompreendidos, acordando-me.
E ali continuava eu, tão distante.

Hoje sou diferente e tu… singular
Na entrega pura que te fez ficar junto a mim,
nesta estrada que já vai ficando comprida.
Plantamos agora pedaços do céu num jardim,
regamos com magia, partilhamos a vida tão florida
fazendo do grande amor, o nosso ar.

Amo-te.
Finalmente.
PARABÉNS!

9 comentários:

Viajante disse...

Olá IdoMind

Mais do que a beleza das tuas palavras é o amor que emana delas.
Mais uma estrofe desse coração de ouro que andava escondido

Cada vez mais agradavelmente surpreenddo

Um seu admirador

O Viajante

Shin Tau disse...

Oh meu docinho (light!!)

como te amo e como foi bom, chegar ao fim de um dia preenchido de mimos (merecidos) e ler estas palavras!!!

Sim,sei que não foi fácil lidar comigo mas o Amor tem destas coisas. Como é lindo vê-lo crescer!!!

Amo-te cada dia mais (se é que isso é possível!), cada dia tenho mais certeza de que te amo e que te amei sempre, em todas as minhas vidas!

Enfim... as lágrimas correm (uma mistura de tudo) e o teu abraço perdurará para sempre!

Amo-te IRMÃ, always have always will

Eu Sou Você disse...

Belo... belo!
Momento para celebrar!
Amor e Luz!
adriana

Edson Lariucci disse...

Boa noite! Gostei seu espaço!!! e principalmente dos seus textos!
óTimos!

Voltarei!

Abraços!

Léo disse...

Acho que alguém ganhou um parabéns e tanto. rsrs...

Tô aqui hein moça... Depois das suas palavras não abandono nunca mais este BLOG. rsrs..

Beijão.

António Rosa disse...

Hoje, no meu blogue:

Blogues multidimensionais:

Makyarim
Livre luz
Jardim
Grimoire
Palavras de Osho
Pedaços de uma vida
Dimensões Internas
Viajantes na Linha do Tempo
Keep your mind wide open
Monólogo Amoroso

Gostei muito do que por aqui vi e li.

Abraço

Marise Catrine disse...

Caros Jardineiros,
Eu sou uma Regadora que gosta de passear pelo Vosso Jardim e que vos deixou uma flor em forma de prémio no meu blogue.
Passem por lá.

Beijocas

Vânia Vidal disse...

Belo Belo. Tudo.
Vânia

IdoMind disse...

Meus Queridos Regadores,

Palavra alguma que possa aqui deixar será suficiente para expressar o amor que me inundou quando recebi as vossas gotas de água...obrigada, obrigada, obrigada por quase quase fazerem esta jardineira chorar de emoção.

Viajante,

Aos poucos chego lá. Como disse à Shin_Tau, a estrada já vai comprida.
Sei que é neste trilho de abertura ao mundo que quero continuar a andar.
Tenho cada vez menos preocupada com o barulho lá fora e mais atenta ao que se passa cá dentro.
Querido Viajante gostava muito de contar consigo nesta caminhada de brincar a sério, de crescer sem deixar de ser criança, de compreender e aprender o regresso a casa.
Mil beijos e obrigada pelo apoio sempre tão importante.

Eu sou luz,
Constato que tudo o que vem do coração é belo.E só a beleza o pode reconhecer.
Não deixe d eiluminar este jardim
Beijinhos

Edson Lariucci,
Volte e regue em abundância.

Léo, o apaixonado

Cada um tem aquilo que merece e a Shin_tau merece, de mim, apenas e só o melhor. Como hoje sou diferente e não receio declarar o meu amor, este poema foi um "mea culpa" de anos de negligência com uma ser humano lindo que é a minha Shin_Tau.

É claro que o Jardim já não o meu sem o calor das tuas regas.Se abandonares eu vou à tua procura...lol

Beijos

António Rosa,

Foi com muita gratificação que a sua água caiu no meu canteiro.
Gostava que voltasse.
Beijinho

Vânia,
Senti que as suas palavras foram sentidas...voaram direitinhas ao meu coração.
Um Abraço forte

A todos OBRIGADA

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...