julho 13, 2009

" Caminhante não há Caminho..."


Porque me importa este sol que me aquece a pele.
Porque o céu inalcançável não me deixa esquecer que nada acaba nunca.
Porque a cada passo me movo nalgum sentido.
Porque apesar de tudo continuo a acordar. A respirar. Às vezes com a vontade de aspirar o mundo para dentro do peito. Outras vezes com uma dor na garganta. Mas não páro de respirar. Mesmo podendo fazê-lo. E dou mais um passo.

Porque lá à frente, tempos depois, entendo os porquês que o agora me impede de aceitar com mansidão. Porque sou teimosa e faço perguntas à vida. Porque acho que tenho direito a respostas. Porque acredito que alguém as tem e as quer partilhar. Mas aos poucos, como convém a alunos despreparados para as lições mais difíceis de compreender. Confio no professor. Acompanha-me desde a primeira vogal e sabe a exacta medida da minha força. Da minha inteligência. Da resistência das minhas pernas.

Porque cá dentro me dizem que estou a ir bem. E que posso ir muito melhor. Que tudo está aqui para me levar onde sempre quis chegar. Onde devo chegar. Onde mereço. Que pode ser mais fácil. Porque acredito que sim. Porque peço e sou ouvida.
Porque já testemunhei o maravilhoso.

Por tudo não desisto. Mesmo quando a luz custa a entrar pela janela. Quando já não apetece empunhar a espada. Ou um sorriso. Nesses dias em que não vejo o amor.
E peço, mais uma vez, que me ajudem, a segurar esta mão pronta a matar os sonhos. A por um cadeado no coração. A agir sob as ordens da razão. Só.
Que, por favor, não me deixem cair na ilusão que estou sozinha. Que abrandem as certezas que preciso de cravar à beira do caminho para me sentir menos perdida. Que o cansaço serene para que venha mais uma vez a esperança e a capacidade de sonhar.
Hoje sonho comigo a não desistir dos sonhos.

IdoMind


about keep on going...no matter what





9 comentários:

António Rosa, José disse...

Jardineira

Belo texto. Encontramos sempre o caminho. Sempre. Pode demorar um pouco, mas lá chegaremos, eventualmente, com algumas mazelas da caminhada.

IdoMind disse...

Verdade querido António...
E quando doi, doi mesmo. Mas também fica para sempre a lembrança daquilo que não queremos voltar a repetir.
Quero agradecer-lhe ter colocado o Jardim no Destaque na sua Cova: mais uma vez lá fiquei eu toda emocionada..
Obrigada por regar e por tudo que faz por todos.Incansavelmente.
beijinhos

Shin Tau disse...

IdoMind

assim sim ;))))) Belo regresso!

Olha, não cumpri o prometido, mas enfim, estive lá, vão com cartaz mas com paciência à espera que regressasses!!!

E tu estás lá também rkrkrkrk é que apesar de termos estado juntas não te disse qual era a carta da semana rkrkrkrkrk adivinha lá!!!
O sol, pois está claro!

Qe esta semana seja em cheio de bênçãos e boas observações

Eu Sou Você disse...

IdoMind,
Eu não sei explicar o motivo, mas não estamos sós.
A&L

Léo disse...

Acho até redundância o texto, porém muitas pessoas precisam ler isso.

Temos de desanuviar nossa mente todos os dias antes de ir dormir a fim de acordar com uma aura boa.

Demonstrar a felicidade sempre para os outros... Tornar-se um ser contagiante e de ajuda ao próximo.

Direto do Brasil.
Abraço.

IdoMind disse...

Shin, Pirlimpimpim

só boas notícias! O Sol, finalmente!!
Que eu tenha a sabedoria para ver onde ele está a lançar a sua luz e onde está a fazer sombra...

O cartaz tinha sido giro. Mas perfeito, perfeito era que nele tivesses o número de telemóvel do teu futuro cunhado! lol

beijos meu amor

IdoMind disse...

Adriana,

bem sei, mas às vezes apetece-me duvidar para redescobrir a alegria de voltar a ver que NUNCA estou sozinha.

beijos

IdoMind disse...

Léo , Tornado

é isso mesmo, começa tudo cá dentro...se queremos ser felizes há que fazer feliz e o bolo vai crescendo, crescendo até que já não consegues ser outra coisa se não alguém feliz.

É importante reter que só recebemos o que damos...

beijos Léo

Viajante disse...

Olá IdoMind

Depois de testemunharmos o maravilhoso, nada mais será igual. Se a luz não nos cerca se não vemos o caminho é apenas porque os nossos sentidos nos enganam, temos de os deixar de utilizar e conhecer "apalpando" o mundo com a Alma.
O colar cada vez está maior.

Beijos

O Viajante

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...