maio 10, 2009

No mundo da fantasia

Não me peçam para sonhar. Conheço-me. Num instante fico perdida na construção de um mundo novo, habitado por um novo Homem.
Vou falar-vos do meu novo Homem.

Tem o coração na cabeça, um cérebro no coração e uma fragrância suave a mel sai dos seus lábios quando fala.
Das suas mãos há sempre uma flor pronta a ser oferecida porque este homem consegue fazer nascer beleza só de pensar nas coisas belas. É um pouco mágico o novo Homem.
Também é pintor. O novo Homem é quem desenha as suas próprias paisagens e todas as suas criações ganham vida assim que as pinta. É por isso com muita alegria que o novo Homem usa os seus pincéis e põe ao serviço dos outros novos Homens o seu talento.


O novo Homem sabe que ninguém tem de ser melhor que alguém porque todos são apenas uma tonalidade da mesma cor no quadro gigante que juntos estão a pintar. Não se discute o tom, a espessura da pincelada ou os desenhos dos outros criadores. O novo Homem respeita a criação do outro. A obra-prima é de todos, com todos e por todos.

Agora embrenhada no meu mundo de sonho vejo que aqui tudo brilha de tanta transparência. O Homem novo não tem pele. Nada há do que se proteger. Nada há a esconder. Não precisa desse revestimento porque são lindas as suas entranhas e devem ser mostradas.
Se está feliz podemos ver o seu coração bater muito forte. Se está triste fica mais lento. E diante da míuda dos seus sonhos, do primeiro filho e daquele encontro há tanto esperado, o estômago aperta. Sabemos sempre o que novo Homem sente. O novo Homem não engana o outro. Como não há mentira, tudo é verdade. E o novo Homem caminha sem fardos.



O novo Homem sabe o que é importante. Não trabalha por isso quinze horas por dia e dedica alguns, escassos e cansados, minutos às pessoas que ama. O novo Homem vive cada momento como a bênção única que é. Por isto, o novo Homem não conhece o arrependimento.

O novo Homem é livre e mantém-se em liberdade. Não cria laços de escravidão com aquilo que possui. Basta-lhe o suficiente e por isso nunca, nada lhe falta. Por não viver em função do que tem, o novo Homem dorme tranquilamente, come com satisfação e vive contente consigo.

O novo Homem dá liberdade ao outro, não possuindo ninguém. Cada um é o único dono de si mesmo e responsável por se construir. O novo Homem ajuda nessa construção mas respeita o projecto individual do seu semelhante. Este respeito impede a mágoa e o ressentimento. O novo Homem ama o seu próximo e por isso o liberta.

E se vissem os olhos do novo Homem… Grandes, riem-se para nós. Apenas conseguem ver a perfeição. Há pedaços de sol nos olhos do novo Homem e por isso vêem luz em tudo e em todos.

Que pena sermos apenas homens. E já velhos…
IdoMind

About the world I paint...

14 comentários:

Léo disse...

O novo homem aqui proposto é o oposto do homem de hoje em dia.

Mais fico eu a indagar. Eu que odeio tanto os métodos usuais do Homem do cotidiano, sempre reproduzindo de acordo com a colmeia, e agindo de forma robótica.

Lá vai.

E se todos fossemos homens "NOVO", haveria o espaço para o desenvolvimento espiritual? Não estariamos todos estagnados e sem chances de evoluir?

Vem comigo caminhar pelo jardim...
O que seria do homem evoluído espiritualmente se não houvessem homens involuídos que o ajudam a crescer?

O que seria dos inteligentes se não houvessem idiotas?

Bom... Esse é um conceito que planto no teu jardim, moça jardineira. E ela se chama a Planta da dualidade.

Direto do Brasil.
Beijinhos.

IdoMind disse...

Olá Léo Filósofo

É verdade, tudo é dual e é na dualidade que nos conhecemos e nos experimentamos.
Mas o novo Homem não implica o fim da evolução por uma razão simples: a evolução não tem fim.

Por enquanto, apenas podemos falar de acordo com os padrões que conhecemos, porém estou certa que outros existirão que nem sequer consigo conceber, tão limitado é o meu conhecimento e a minha capacidade de entender outras linguagens.

Civilizações mais evoluídas deparar-se-ão com outros tipo de "problemas", de experiências. E vivem-nas de forma diferente, porque pensam, sentem e agem de forma diferente.Já evoluiram para novos Homens, no sentido de não se destruirem a eles mesmos, nem ao ambiente que os sustenta, por exemplo. Se calhar já evoluiram o suficiente para entender que a violência, o ódio e separatismo conduzem a maus resultados para todos.Não funcionam.

A dualidade do novo Homem manifesta-se a outro nível ou níveis com certeza, que não conseguimos imaginar tão pouco.E depois do novo Homem tenho a certeza que ainda haverá o Homem perfeito, o Homem anjo...sei lá, como te disse a evolução é uma círculo em permanente movimento.

Léo, que nunca pares de questionar, quem sabe não és já um novo Homem?..

Mil Beijinhos

Marise Catrine disse...

Querida IdoMind,

Fiquei a divagar sobre "tem o coração na cabeça, um cérebro no coração".
Não seria tudo mais harmonioso se assim fosse?
Que esse novo homem esteja para breve pois é como dizes, estamos a ficar velhos.

Beijocas

Shin Tau disse...

IdoMind,

a minha visão do novo Homem, o novo Homo Sapiens, é muito parecida com a tua. Também creio que o rumo a dar à nossa Evolução passa por conhecermos as nossas emoções e ter mais emoção no pensamento e na acção. É o momento de agirmos com o Coração.

Acho que ao evoluirmos para aí outros desafios nos aparecerão, pois como dizes, a evolução não tem fim, mas como sabes é difícil de imaginar algo sem parâmetros de comparação, julgamos sempre de acordo com padrões conhecidos.

Que estes novos tempos nos inspirem a abrir o coração, tu já nos estás a dar uma boa ajuda!

Como dizes, keep up the Go(o)d Work!

:***

Maria de Fátima disse...

Olá IdoMind eu penso que estamos a precisar desse Novo Homem e com urgência.Beijinhos.

IdoMind disse...

Suave Marise,

Ora agimos com emoção, ora agimos com razão mas ainda não aprendemos a agir com equilibrio.A avaliar sabiamente cada decisão.O meu novo homem já aprendeu que funciona melhor quando funciona como um todo sem dar mais prevalência a qualquer aspecto em particular de si próprio.Tudo trabalha em uníssono, pensa com o coração, sente com a cabeça...
Sim, acredito que o novo Homem está para breve. Afinal mandaram-me à frente e tenho prazos para cumprir.. ; ) ajuda-me por favor e sê uma nova Mulher ou o pessoal do meu planeta ainda pensa que ando aqui só a ver as paisagens...lol

beijos linda Marise

IdoMind disse...

Shin_Tau,

Tu és uma das novas Mulheres e há outras por aí...e isso é sempre animador.
Tenho alguma fé que um dia destes vamos acordar do pesadelo que criámos e começar a pintar uma nova realidade. Temos os dons para isso.

Isso da emoção e da razão é discussão sem fim, porque temos tendência a considerar que apenas uma é a via. A tal dualidade que falava o Léo, Ou somos emotivos, ou somos racionais.NÃO!! Somos tudo!
Quando aprendermos a conhecer a origem dos nossos pensamento dar-se-á a viragem de mentalidade necessária e seremos também novos Homens.Muito há a perguntar a nós mesmos.Aos nossos pais, à nossa sociedade, à nossa religião... and so on, and so on

Vivemos na incorência absoluta. É preciso olhar de frente e admitir que é tempo de ver e viver a verdade. " Conhecerei a verdade e a verdade libertar-vos-á..."

Obrigada por me acompanhares nesta missão

beijos

IdoMind disse...

olà Maria de Fátima,

Pois precisamos.A nossa Mãe Terra está a gritar de dor e todos os dias lhe esburacamos mais um bocadinho as feridas abertas.

Para não falar das lesões que causamos uns aos outros, com tanto tanto sofrimento.

Não espere pelo novo Homem. Seja-O.
Mil beijinhos

Viajante disse...

Olá IdoMind
Como diria Krishnamurti continua na "Senda". Há tempos disse a uma amiga blogger que ela era uma pintora de almas.
É interessante verificar como a IdoMind tem vindo a caminhar nesse sentido.
De facto o "homem novo" é tudo isso que escreveu.
Um novo ser que tem consciência de que "todos são apenas uma tonalidade da mesma cor no quadro gigante que juntos estão a pintar."
Mais um pedacinho de talento literário, "fragância suave a mel" que sai do seu coração quando escreve. e que nos ilumina com conceitos e ideias pouco falados mas decisivos para a nossa evolução.
Guarde estes "pensamentos escritos", talvez o futuro aumente ainda mais a sua utilidade.
Mais um texto lindo e profundo.

Cada vez mais admirador

O Viajante

IdoMind disse...

Meu Doce Viajante,

É tão bom saber que algures no meio do Atlântico alguém que não me conhece, me entende tão bem.

Sim, esta caminhada tem sido feita também a pulsos...Todos os dias me tento superar, todos os dias tento contrariar os meus "maus" padrões de comportamente, todos os dias construo uma nova Mulher.

Tudo quanto tenho publicado no Jardim, sou eu.Até aqui eu estava fechada no meu livro de notas, nos meus mil diários, no meu portátil.

Abençoado Jardim.Abençoada Shin_Tau que me fizeram pular cá para fora. Abençoado Viajante que me faz querer cá ficar.

O novo Homem começou com pequenos gestos de Amor como estes. Apoiar, estimular, incentivar, ver todo o Bem e todos os possíveis no outro.E ajudá-lo a concretizar-se uma pessoa melhor, um ser de luz como o novo Homem o vê.

Que todos nós consigamos saltar da blogesfera e engrandecer a nossa vida diária com os ensinamentos e as palavras de carinho que aqui deixamos.

Viajante, acho que se deixar sair o escritor que há em si,faremos uma bela biblioteca...que lhe parece? A Shin_Tau diz que isto estábom para soltar a criança interior...

Mil beijinhos Viajante

Cucu disse...

Mais um excelente documento que nos faz reflectir, de como seria maravilhoso o mundo que nos rodeia , se os seus habitantes tivessem estas características.
Se recuarmos no tempo, e pensarmos nos nossos antepassados, veremos que houve uma evolução da espécie humana, nomeadamente das mentalidades, no sentido do “Novo Homem” apesar de uma forma lenta, ou não tão célere quanto o desejável.
Não faço muito mais comentários, até porque me identifico, e vejo em mim todas estes aspectos do “Novo Homem”, modéstia á parte, obviamente. Esperem um momento. Tive que limpar a baba que escorria pelo meu queixo.
Força Idomind, não pares de nos surpreender.
CUCUJO

IdoMind disse...

Olá Cucujo

Se recuarmos mesmo, mesmo, mesmo muito veremos que regredimos.
Perdemos contacto com a verdade. deixámos de respeitar a natureza, os nosso idosos, passámos a reprimir a sexualidade....enfim, asneiras atrás de asneiras que nos trouxeram aqui - à beira do colapso.
Este é o ponto em que discordo contigo.

Não tenhó dúvidas que és um novo Homem, a candura dos teus olhos e a brandura da tua voz, denunciam-te.

Um abraço muito grande Cucujo bloguista!

p.s estou muito orgulhosa conseguiste vencer a máquina e publicar a tua rega lol

Eu Sou Você disse...

IdoMind,
Estamos para alçar vôo...
E será uma linda revoada!
A&L

Léo disse...

Xeque-Mate moça Ido Mind.

A evolução é infinita e não se detém a limites.

Direto do Brasil.
Um beijo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...