junho 09, 2009

És tão lindo! Maravilhoso! Mesmo engraçado!

Preparados para a loucura? Hoje, terça-feira, é dia de ser diferente e de fazer a diferença.
Escolhi para esta semana dizer a beleza de cada um.
Vou olhar, vou ver e vou ligar-me aos outros. Vou descobrir-lhes os detalhes. Os pormenores que marcam a sua identidade. Pessoal e intransmissível.

Somos uma mescla de preto e branco. Uma confusão mais ou menos arrumada de sentimentos e razão. Somos sábios com falta de memória e idiotas com rasgos de uma lucidez espantosa. Clarividente quase. Parece-nos até que tocamos a verdade das coisas, mas depois toca a campainha. É o homem da luz para fazer a contagem, o carteiro com umas contas para entregar, o amigo a queixar-se da namorada, o filho mais velho que se esqueceu do saco de treino e voltamos a esquecer-nos do conhecimento adquirido ao longo de tantas experiências.
Somos também quem fazem de nós. Alguns são só o que fazem deles. Habituados a ouvir como são imaturos, teimosos, sempre a mesma coisa, que não mudam, começam a identificar-se com aquilo que lhes dizem que são e não com aquilo que sabem que são.

Outros identificam-se com as suas decisões. Algumas tomadas em condições particulares há muito tempo atrás mas que acabaram por tornar-se padrão porque lhe trouxeram reconhecimento ou respeito. Certas decisões abriram um fosso entre eles e os outros e agora não há força para construir uma ponte. Ainda o chamariam de louco se depois de tantos anos de desinteresse, começasse a perguntar às pessoas como estão, se querem ir jantar fora ou se lhes chamassem a atenção para a lua cheia maravilhosa que se plantou no céu da cidade.

Comportamentos que foram cimentando o nosso eu para o mundo. E o mundo já só nos conhece daquela maneira. Tudo o que escapa ao modo de agir habitual, esperado e congruente com a nossa maneira, gera cuidados. Devemos estar com algum problema que não queremos partilhar. Ou então é o período. Não, deve ser algum medicamento…
Para não preocupar ninguém, vestimos o mesmo tipo de roupa por muitos anos. Arriscamos uma vez ou outra não ir logo para casa depois do trabalho. Não falamos com desconhecidos. Abafamos os nossos detalhes.

Acredito que progrido quando faço progredir. Melhoro quando faço melhorar. Caminho suave quando espalho suavidade. E alegria vem para o meu canteiro sempre que a semeio noutras searas. Acredito nos olhares que mudam as paisagens.E as pessoas.


Assim, esta semana que me esperem a colega gordinha a quem vou dizer que tem um sorriso LINDO! Que gosto quando ela entra na sala porque tudo fica mais claro. Vou dizer-lhe que é importante tê-la comigo…
E àquele cliente que acha que tem tanto azar com as mulheres, que começa a perder a já pouca confiança que tem em si, vou falar-lhe da tranquilidade que se respira quando ele está. Que gosto dele porque é sensato e porque é generoso. E também porque passei a apreciar aquelas histórias de amor dele que acabam sempre na fnack a refazer pela trigésima vez a sua colecção de música clássica…

À minha irmã…à minha querida irmã, pouco tenho a dizer mas ela tem muito para ouvir…
Vou ser louca também com ela e confessar-lhe que amo a vida que transpira de cada poro dela. O ímpeto que a faz andar sempre para frente, levando-a tão longe que já não consegue olhar para trás. Esta é marca da minha irmã – ela VIVE… E vou dizer-lhe que ela me inspira a viver. Espera já todas as loucuras de mim, bem sei, mas estas palavras vão fazê-la sorrir, chorar e amar ainda mais estar por cá.
E a minha proposta para esta semana é mesmo esta – dizer as palavras que inspiram a viver.
Dizer a todos que sem eles, isto não teria a mesma piada. Falem-lhes da sua beleza. Se olharem vão perceber qual é. Para lá da senhora da secretaria, do pai, da miúda do pronto-a-vestir, da mulher e do homem, há um ser humano desejoso que lhe digam como é bonito. Que alguém consiga ver através deles e gostar do que encontra.
Na amálgama que somos, está misturada a divindade. É só vê-la. E proclamá-la.

Se forem loucos o suficiente, claro…
IdoMind


about beuaty
P.S Aproveitem os feriados para louvar e viver toda a loucura. Podem experimentar esta com a outra da boa disposição. Bombástico!!
Exemplo: Quando falarem com aquele amigo que tem sempre a cabeça na lua e se esquece de tudo, digam-lhe que ele é o máximo, que só vos faz rir e perguntem-lhe o que é que um distraído pergunta ao outro.Não sabem?
- " A azeitona tem pernas?"
- Não - responde o outro.
- Então comi um besouro!"
LOL LOL LOL

5 comentários:

Maria de Fátima disse...

Olá IdoMind lindo texto.Vamos lá louvar e viver os feriados com toda a loucura, lol.Beijinhos e bom descanso.

Lu Cavichioli disse...

IdoMind, eu amei este blog e essa crônica super mega inteligente.

Teu espaço reconforta e ilumina.
Deixo meu raio de sol para a fotossíntese.

Visite-me, vou adorar.
Bjs

Lu

Shin Tau disse...

:) a piada no fim é o bombom que merecemos.
Como já te disse mil vezes amo-te cada dia mais por quem realmente és e não por quem eu imagino que devias ser. Hoje estou radiante por te ter visto louca (mais do que o normal) e por tudo estar a correr tão bem!!!

Hoje disse a muitas pessoas que as amo, mas o melhor foi saber que já não o preciso de dizer, pois elas já sabem pelas minhas acções.

Caminhar contigo tem sido um prazer ;)

Viajante disse...

Olá IdoMind

Adoro vê-la nesta onda. Não custa nada ser amável e fazemos com isso muita gente feliz.
Dois tomates vão atravessar a rua. O primeiro atravessa e grita para o outro, anda tomate, anda tomate. O outro ganhou coragem mas quando ia a meio foi esmagado por um automóvel. Ao ver isto o primeiro gritou para ele anda Ketchup,anda Ketchup.

Um beijinho grande

O Viajante

Léo disse...

É importante que o outro aceite esta loucura e se contagie...

Direto do Brasil.
Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...